Capitalismo Globalizado

by RNPD

“As pátrias são sempre defendidas pelos pobres e vendidas pelos ricos”
Charles Péguy, Notre Patrie

O actual sistema capitalista globalizado caracteriza-se essencialmente pela fácil mobilidade dos factores de produção tradicionais: capital e trabalho. Isto significa deslocações constantes de populações (imigração) e deslocação de empresas com saídas fáceis de capitais. O resultado é um capitalismo que consegue baixar os custos de produção fazendo sair o investimento para os países onde as condições de trabalho são piores ou importando imigrantes para baixar os salários dos trabalhadores nacionais mais pobres que com eles concorrem no mercado laboral. Em consequência deste funcionamento aumentam os lucros da elite capitalista, porque baixam os seus custos, já que baixam os salários que pagam às classes trabalhadoras, que, por sua vez, perdem também direitos e se vêem chantageadas para trabalhar cada vez mais horas e em condições mais duras. Se não o fizerem, os capitais deslocam-se para a “China” ou importam-se uns “Africanos” e os trabalhadores autóctones arriscam-se a perder o ganha-pão.