Combate os enfermos!

by RNPD

resiste copy

«A raiz da nossa doença é a noção de que os países não pertencem ao povo que os habitou durante gerações, mas a quem quer que esteja dentro das suas fronteiras – independentemente da cultura, atitude ou intenções. Uma outra falácia maliciosa é o ditame de que não devemos sentir uma especial ligação com um dado país, nação, raça ou cultura mas antes transferir a nossa preferência para o mundo inteiro, a “humanidade”, por igual. Os americanos e europeus que amam as suas terras mais do que as outras, que colocam as suas famílias e as suas vizinhanças antes de todas as outras, são pessoas normais. Aqueles que lhes dizem que as suas afeições devem ser globais e que as suas terras e vizinhanças pertencem aos homens de todo o mundo são doentes e perversos.»

Srdja Trifkovic