Coisas dos Média respeitáveis

by RNPD

null

Leio sobre uma cobertura jornalística que a MNSBC fez de um comício de Obama. A reportagem televisiva mostra a imagem do tronco de um manifestante, fortemente armado, enquanto assiste ao evento. Nos estúdios a apresentadora e outros dois comentadores entregam-se a uma prédica sobre o racismo dos brancos e o perigo iminente que pende sobre o acossado presidente Obama por ser negro. (1)

Dias mais tarde rebenta o escândalo: a MNSBC foi apanhada a manipular propositadamente as imagens de forma a não mostrar os braços e a cara do manifestante porque ele, afinal, era negro!

Mesmo sabendo disso os jornalistas presentes no estúdio daquela estação de televisão, mais uma das tais que são “respeitáveis”, não se coibiram de abordar o assunto como se o homem armado fosse um racista branco a ameaçar a segurança de Obama. A pivot chega mesmo a afirmar, com o maior desplante:

“Temos um homem de cor na presidência e as pessoas brancas aparecem com armas à cintura…”

Note-se que não houve, por parte da estação noticiosa, qualquer explicação sobre o assunto (pelo visto deve ser prática comum e não merece grandes comentários).

Entretanto recordo-me de um outro caso recente, durante a farsa que foi a cobertura jornalística ocidental das eleições iranianas e dos protestos subsequentes…

A BBC – sim, essa mesmo, outra das que também é de “referência” – pegou numa imagem de uma enorme manifestação de apoio ao presidente Ahmadinejad, cortou o homem da fotografia, e apresentou a história dizendo que os apoiantes de Mousavi, candidato da oposição anti-governamental, tinham mais uma vez desencadeado uma vaga de protesto nas ruas. (2)

Assim que foi apanhada na mentira a BBC mudou o título da fotografia, reescrevendo, então, que em Teerão se assistia a manifestações massivas de ambos os lados (pois, ambos os lados…)! Mais tarde, a inocente e sempre digna BBC emitiu inclusive um comunicado a explicar o incidente: tratou-se afinal de uma pequena “distracção” na escolha das fotos…(3)

Estes dois casos (e quantos mais há que nunca chegam a ser denunciados…) são exemplares de como funciona a propaganda dos órgãos de comunicação social sobre a população mais incauta. E desses Média são aqueles considerados “respeitáveis e de referência” os mais indicados para este tipo de actuação, pois são os que atingem mais público e aqueles em que as pessoas mais confiam.

Criam a verdade, reescrevem a História, definem quem são os bons e os maus… e tudo, naturalmente, ao abrigo da sua chancela “de qualidade e seriedade”. É assim que os poderes vigentes asseguram a sua própria continuidade.

(1) http://hotair.com/archives/2009/08/19/unreal-msnbc-edits-clip-of-man-with-gun-at-obama-rally-to-support-racism-narrative/

(2) http://www.voltairenet.org/article160694.html

(3) http://www.bbc.co.uk/blogs/theeditors/2009/06/what_really_happened.html