Não são as formas do regime que mais contam

by RNPD

(Uma mulher de Esparta entrega um escudo ao filho, por Jean-Jacques-François le Barbier, 1805)

«As minhas escolhas profundas não eram de ordem intelectual mas estética. O importante para mim não era a forma do Estado – uma aparência – mas o tipo de homem dominante na sociedade. Eu preferia uma república onde cultivássemos a memória de Esparta do que uma monarquia atolada no culto do dinheiro. Havia nestas simplificações um grande fundo de verdade. Acredito ainda hoje que não é a lei que é garante do homem mas é o homem que garante a lei.»

Dominique Venner, Le Coeur Rebelle, p.93, Les Belles Lettres, 1994