As boas causas da nova ordem mundial

by RNPD

Estão a começar a ver o que se pretende aqui? Os governos deixarão, agora, de exercer qualquer controlo sobre algo significativo, para além do direito que a ONU lhes concede de partilharem a «governação». Estados – antes, se alguém vos invadisse, poderíeis esperar que a comunidade internacional viesse socorrer-vos; mas, agora, se tentardes sair do nosso sistema globalista ou vos desviardes, será a própria comunidade mundial que levará a cabo a invasão. É esse o significado de soberania exercida colectivamente! Porquê? Porque fareis parte de um Estado mundial que responde perante um poder único, isto é, as Nações Unidas. E para que sejas progressivamente enfraquecido até atingires o ponto de não resistência, nós estaremos diligentemente a dizer aos teus cidadãos, que as pessoas são mais importante que os Estados e a referir-nos a vós como «meras nações». Oh, e bem-vindos à nossa comunidade. Conjugadas com as suas recomendações de um desarmamento mundial – excepto no que se refere à ONU, é claro, que conservará uma impressionante, leal e fortemente armada «Força de Reacção Rápida» (conhecida também como «o exército do novo mundo») que deixará os Estados impotentes militarmente perante a agressão internacional sob a forma de «policiamento» (…)

Daniel Estulin, Clube Bilderberg – Os Senhores do Mundo, Temas e Debates, p.117