Saudações à bela e corajosa Suiça: vanguarda da resistência europeia

by RNPD

Era polémica, mas foi aprovada por referendo na Suíça, a iniciativa da extrema-direita para a expulsão automática de estrangeiros que tenham cometido crimes.

Segundo a contagem dos votos dos 26 cantões o “sim” venceu com 52,9 por cento dos votos, tendo o “não” contabilizado 47,1 por cento da votação, enquanto uma contra-proposta apresentada pelo governo, prevendo que cada caso de deportação fosse analisado por um juiz, foi recusada por 54,2 por cento dos eleitores.

Recorde-se que a aprovação desta proposta ocorre cerca de um ano depois da proibição da construção de minaretes na Suíça, que suscitou forte polémica não só na Suíça como no estrangeiro.

A expulsão dos estrangeiros já é possível em determinadas condições, mas o texto agora aprovado vai mais longe, propondo a retirada automática do direito de permanência na Suíça dos estrangeiros condenados, independentemente dos delitos ou das circunstâncias.

A expulsão passa por exemplo a ser possível se um estrangeiro for condenado por “abuso da ajuda social”.

Fonte: RTP