O exemplo da UDC na Suiça

by RNPD

Publicamos uma recensão de Yvan Blot a um livro que procurava analisar o que caracteriza a actual UDC suíça, enquanto partido identitário, e perceber o seu sucesso. Para reflectir sobre o exemplo…

«Segundo o autor a UDC renovou-se, rejuvenesceu e radicalizou-se aplicando uma “fórmula vencedora” original. Essa fórmula corresponde a quatro temas dominantes:

– A crítica do sistema e da classe política (para blocher, líder do partido, blufistas pretensiosos sedentos de privilégios) em nome da democracia verdadeira;
– A defesa da singularidade suíça e da identidade nacional, particularmente face à U.E e sobretudo face à imigração;
– O liberalismo económico limitado pela preferência nacional em matéria social e de protecção dos agricultores;
– O conservadorismo moral fundado sobre a luta contra a insegurança.

Tradição e Inovação, conservadorismo e modernidade

(…) Blocher renovou os métodos do partido a partir da secção de Zurique. Tem meios financeiros importantes, uma imprensa que não é negligenciável, particularmente com o hebdomadário nacional de alto nível “Weltwoche”. Dispõe também de uma importante associação, a «Associação para uma Suíça Neutra e Independente». Soube mobilizar a clientela dos desiludidos do sistema político, dos abstencionistas e de numerosos jovens ao mesmo tempo que fidelizava os seus partidários (…)

A UDC: Um movimento democrata-identitário

No fim o autor interroga-se sobre a etiqueta a dar a um tal partido. Recusa os termos “extrema-direita”, ou «direita radical», ou “nacional-conservadorismo” para preferir nacional-populismo. Na realidade o autor não quer pisar o risco e reconhecer o carácter profundamente democrático da UDC, daí a escolha depreciativa da palavra “populismo”. Na verdade estamos na presença de um partido democrata-nacional ou democrata-identitário. Mas a sua fórmula vencedora não é dupla mas quádrupla:

– Democracia directa (crítica da oligarquia no poder)
– Conservadorismo de valores (crítica do laxismo e discurso securitário)
– Liberalismo económico (crítica do fiscalismo e do estatismo)
– Defesa da nação (nomeadamente face a uma imigração exagerada)

Desta forma a UDC conseguiu vitórias eleitorais únicas na história recente da Suíça sem contar os sucessos nas iniciativas e referendos que ela promoveu beneficiando da ajuda da democracia directa.»