Dossier Crise: Portugal vítima de apostas de especuladores internacionais

by RNPD

Robert Fishman é professor de sociologia na Universidade americana de Notre Dame. Na terça-feira, publicou um artigo de opinião no “The New York Times” onde afirmava que Portugal não precisava de ajuda externa. Ontem, numa entrevista exclusiva ao Expresso, explicou porquê.

Desde 2002 que Robert Fishman visita Portugal, no âmbito das suas investigações como sociólogo da universidade americana de Notre Dame. Já entrevistou Aníbal Cavaco Silva, Francisco Pinto Balsemão, líderes sindicais e professores universitários e não tem dúvidas de que os políticos portugueses não são os culpados da atual crise. “Os culpados estão fora de Portugal”. Eles são: “Os especuladores, as agências de rating e também o Banco Central Europeu”.

Na longa entrevista, que o Expresso publica na edição deste sábado, o professor universitário diz que o país foi vítima de uma espécie de aposta dos especuladores internacionais, que investiram milhões contra Portugal na ânsia de ganharem dinheiro com a crise.

Fishman acusa o Banco Central Europeu de não ter feito o suficiente para ajudar Portugal. “A política monetária europeia serve os interesses alemães mas não os dos países periféricos”. E vai mais longe: “Nesta altura diria que o euro é um problema para Portugal”.